Notícias

TMG realiza convenção com licenciados de todo o Brasil

06/07/2018

                A Tropical Melhoramento & Genética (TMG) reuniu, em Brasília (DF), na última semana, as empresas de todo o Brasil que multiplicam suas sementes de soja e algodão. A Convenção de Licenciados teve o objetivo de promover o encontro conjunto do sul e do cerrado brasileiro para alinhar as estratégias de negócio com novas informações do trabalho de melhoramento genético, comercial e institucional da TMG para os próximos anos. Com a presença de quase 200 profissionais, o evento também contou com a palestra do ex-técnico da Seleção Brasileira Masculina e Feminina de Vôlei, Bernardinho, que levou o tema Excelência: Conquista e Sustentabilidade.

                Empresa nacional, com foco em melhoramento genético de plantas nas culturas de soja, algodão e milho, a TMG conta hoje com quase 400 funcionários que atuam em 14 estados brasileiros. Conforme apresentado pelo diretor presidente, Francisco Soares Neto, a base de todo o trabalho desenvolvido tem sido construída, ao longo de sua existência, com parcerias estratégicas e cooperações técnicas, hoje presentes em praticamente todos os continentes. As parcerias comercias estão concentradas em toda a América do Sul e, no Brasil, a companhia atua próximo aos seus licenciados, que são os multiplicadores e vendedores das sementes TMG.

                Francisco Soares destacou, ainda, as principais melhorias e inovações em infraestrutura e processos realizadas recentemente nas áreas corporativa e técnica, em concordância com os objetivos estratégicos da empresa. “O evento significa um grande chamado para que os licenciados e parceiros participem dessa nova fase da TMG”, descreve.

                Um pouco do passado foi trazido para o público e Soares lembrou a contribuição do melhoramento genético da TMG para o aumento da área plantada e aumento da produtividade da soja e do algodão no Brasil, como no desenvolvimento de cultivares que efetivamente acabaram com problemas como o cancro da haste, e resistentes e/ou tolerantes a nematoides, ferrugem asiática da soja, ramulária, podridão radicular de fitóftora e com tolerância à chuva na colheita, que auxiliam o produtor rural a crescer em rentabilidade e sustentabilidade.

                Profissionais importantes neste trabalho e que contribuem com a agricultura brasileira, e melhoristas da empresa, foram homenageados durante o evento. Romeu Kiihl, carinhosamente chamado de o “pai da soja” no Brasil, Arlindo Harada, Leones Alves de Almeida, Cláudio Takeda, Paulo Hugo Aguiar e um dos fundadores da empresa, Dario Minoru Hiromoto (in memoriam), todos engenheiros agrônomos e especialistas em melhoramento genético, com papel fundamental na história.

                Ainda na área de Pesquisa, os gestores Alexandre Garcia, Eduardo Kawakami e Anderson Meda mostraram como o melhoramento genético da TMG está estruturado e quais tecnologias estão sendo implementadas para o desenvolvimento de novas cultivares de soja, algodão e milho que atendam os desafios de ganho genético para produtividade e resistência a doenças, pragas e nematoides, tudo alinhado aos objetivos estratégicos.

                 “A empresa conta com um banco genético amplo, composto por linhagens com diferentes atributos, como resistência a doenças, nematoides e pragas. Recentemente, ampliou a capacidade do Laboratório de Biotecnologia para utilização de marcadores moleculares associados a características simples e mais complexas, que vão auxiliar no desenvolvimento de cultivares mais produtivas e com novas tecnologias”, explica Anderson Meda.

                Uma das grandes novidades também detalhadas para os licenciados é que a TMG está viabilizando no Brasil o uso da tecnologia de tolerância à seca HB4, uma linha diferente dos transgênicos tolerantes a herbicidas e insetos, oferecidos hoje pelas empresas multinacionais. “A TMG está aberta para oferecer aos agricultores todas as soluções de traits disponíveis no mercado”, ressalta o gestor de Pesquisa, Alexandre Garcia. A submissão à CTNBio do dossiê para pedido de aprovação comercial para cultivo de soja HB4® foi feito pela TMG no início de junho deste ano.

                Outro ponto é que acompanhando as inovações disponíveis em melhoramento digital, a TMG está inserida nas tecnologias de internet das coisas, automação e inteligência artificial para tornar os dados de pesquisa mais precisos e tirar maior proveito possível das informações geradas. “Hoje utilizamos drones e robôs de análises de imagens”, pontua Alexandre.

                A Convenção também serviu para levar ao conhecimento dos licenciados a nova política comercial da empresa, agora mais ampla e consistente, e ainda os lançamentos em cultivares de soja e algodão. Foram apresentadas opções que vão desde cultivares altamente produtivas, até as que agregam valor com ampla resistência a cisto, tecnologia Inox® e combinações de resistência com biotecnologia Bt.