Entregar cultivares produtivas é o nosso compromisso. Contribuir para o desenvolvimento da agricultura, através de pesquisa e inovação, potencializando os resultados dos produtores, é o nosso propósito.

Cultivar de soja apresenta rusticidade que dá segurança ao produtor

A escolha correta de cultivares resistentes a cisto mantém a população abaixo do nível de dano e oferece boas produtividades em áreas com infestação.

22 de fevereiro de 2021

Lançada na safra 2019/20, a cultivar de soja TMG 2165IPRO é reconhecida no mercado pela rusticidade e alta estabilidade de produção. O seu enraizamento profundo e agressivo permite que a variedade produza bem, mesmo em condições limitantes, como, por exemplo, sob déficit hídrico.

Os atributos também fazem com que a cultivar seja uma excelente opção para áreas com baixo teor de argila e para lavouras de reforma de cana e áreas de pastagem, ambientes comuns nos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo.

A TMG 2165IPRO também apresenta resistência à fitóftora (raça 1), tem boa adaptação a épocas de semeadura antecipadas e o seu ciclo permite o cultivo de milho segunda safra.

Na safra 2019/20 a cultivar se destacou em várias áreas, em plantios comparativos com cultivares concorrentes do mesmo ciclo. Em Cândido Mota (SP), a TMG 2165IPRO obteve 76,9 sc/ha, enquanto que a concorrente de ciclo 6.6 obteve 68,2 sc/ha. Em Santo Inácio (PR), a produtividade da cultivar TMG foi de 88,8 sc/ha, já a concorrente de ciclo 6.6 obteve 67,3 sc/ha.

Os resultados da safra passada exemplificam o desempenho da TMG 2165 em sua região de adaptação e, se você deseja saber mais sobre a cultivar, fale com um Representante Técnico Comercial da TMG em sua região. Acesse contatos aqui.